Como Tratar a Rinite Alérgica

Como Tratar a Rinite AlérgicaAo contrário do que a maioria das pessoas pensam, manifestar uma alergia não significa que seu corpo não reage ao ter contato com determinadas substâncias, ocorre exatamente o contrário, a alergia é uma reação exagerada a determinada substância, elementos que não causam nenhuma reação em algumas pessoas, em outras podem causar.

Poeira, pelos ou cheiros fortes de perfume podem ser interpretadas como tóxicas pelo organismo e ele arma uma batalha para se proteger,  coriza, espirros, obstrução do nariz são algumas formas de se proteger.

A rinite alérgica é muito comum, cerca de 10 a 25% da população sofre com ela.

Os sintomas da rinite alérgica são: coceira no nariz e/ou olhos, coriza, espirros frequentes e obstrução nasal (entupimento).

Tratamento

Higiene: Tente evitar o contato com a substância que desencadeia a alergia, o problema é que não é fácil evitar o contato com o ácaro, este inseto é um dos maiores responsáveis pela manifestação da alergia.

Limpe a casa e quarto com frequência, evite levantar pó enquanto faz a limpeza e retire tapetes, cortinas, carpetes, bichos de pelúcia, almofadas e móveis em excesso, tire tudo que pode acumular poeira no ambiente. Para retirar o pó use um pano úmido, é mais eficiente.

Travesseiros de penas, produtos de limpeza com forte odor, perfumes fortes, cheiro de tinta e de inseticidas nem pensar! Mantenha os cômodos abertos e ventilados, locais ensolarados e ventilados são menos propensos a formação de bolor.

Medicamentos

Devem ser receitados pelo médico, evite a auto medicação.

Descongestionantes, anti-histamínicos, estabilizadores de membranas, e corticosteroides podem resolver o problema, mas todos têm efeitos colaterais graves e por isso só podem ser receitados pelo otorrino.

Vacinas antialérgicas

Quando os cuidados com a higiene falham, um dos tratamentos disponíveis é a aplicação de vacinas antialérgicas. É um tratamento longo e deve ser supervisionado pelo médico.

O objetivo da vacina é diminuir a sensibilidade do doente àquela substância que desencadeia a alergia.