Como Sair do Vermelho

Como Sair do VermelhoSempre devemos cuidar de nossas finanças. Sem elas podemos entrar em enrascadas gigantescas. Às vezes compramos coisas que não precisamos e parcelamos em diversas vezes achando que sempre teremos aquele dinheiro no fim do mês pra poder pagar o tal produto que não era de extrema importância pra você. Assim você começa a acumular dívidas e mais dívidas que podem até te atrapalhar para o resto de sua vida se você não souber como lidar com elas. Na hora de sair das dívidas não há fórmulas mágicas.

Qualquer economista, administrador ou contador irá lhe explicar, de formas menos ou mais complicadas, que você precisa reduzir seus desembolsos, aumentar o faturamento, buscar a eficiência no uso dos recursos indispensáveis, alongar o perfil (trocando os débitos de curto prazo e juro alto pelos de maior prazo e juro mais baixo) e, sempre que possível, renegociar as dívidas existentes, sem fazer outras. Mas o óbvio nem sempre é claro para todo mundo. Quantas vezes você já não ouviu histórias de pessoas que usam o cheque especial (com seus juros altíssimos) para quitar outras dívidas, recorrem a agiotas e entregam garantias que não conseguirão resgatar, ou mesmo que usam um cartão de crédito para pagar a conta do outro? Então se você se encontra em uma situação que as dívidas não param de se acumular siga as nossas dicas para sair do vermelho.

1. Economize. É muito importante que você economize seu dinheiro, sempre guarde um dinheiro no banco para futuras emergências e não gaste com besteiras. Assim quando você precisar pagar algumas dívidas importantes você vai ter dinheiro para isso.

2. Limite parcelamentos. Procure não parcelar as suas compras, porque é assim que todo mundo ganha dívidas e mais dívidas. Imagine que você parcelou um produto em 12 vezes e em alguns meses você não ter mais esse dinheiro, assim surgem as dívidas.

3. Faça uma planilha de suas despesas. Anote tudo o que você gastar, assim você vai ficar mais atento no que pode ou não dar o seu dinheiro.