Como Participar de um Protesto do MST

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) é um movimento político-social brasileiro que busca a reforma agrária. Teve origem na oposição ao modelo de reforma agrária imposto pelo regime militar, principalmente nos anos 1970, que priorizava a colonização de terras devolutas em regiões remotas, com objetivo de exportação de excedentes populacionais e integração estratégica. Contrariamente a este modelo, o MST busca fundamentalmente a redistribuição das terras improdutivas. É um grupo de fazendeiros que dividem seus lotes de terras com os mais pobres, e também dividem parte de seu lucro mensal.

O MST teve origem na década de 1980, defendendo que a expansão da fronteira agrícola, os megaprojetos, dos quais as barragens são o exemplo típico, e as mecanizações da agricultura contribuíram para eliminar as pequenas e médias unidades de produção agrícola e concentrar a propriedade da terra. Paralelamente, o modelo de reforma agrária adotado pelo regime militar priorizava a “colonização” de terras devolutas em regiões remotas, tais como as áreas ao longo da rodovia Transamazônica, com objetivo de “exportar excedentes populacionais” e favorecer a integração do território, considerada estratégica. Esse modelo de colonização revelou-se, no entender do movimento, inadequado e eventualmente catastrófico para centenas de famílias, que acabaram abandonadas, isoladas em um ambiente inóspito, condenadas a cultivar terras que se revelaram impróprias ao uso agrícola.

A partir do fim da ditadura militar e da retomada democrática no Brasil, os camponeses puderam se reorganizar e retomar sua luta histórica pela reforma agrária. Uma das atividades do movimento consiste na ocupação de terras improdutivas, como forma de pressão pela implementação da reforma agrária. O MST realiza encontros que representam algo estratégico para o movimento: a cultura como elemento formativo, organizativo e político da classe trabalhadora.

Durante alguns dias, são realizados seminários e oficinas, além de apresentações culturais e uma feira. Se você deseja fazer parte de um protesto do MST pode juntar-se a classe, mas é importante saber a ideologia deles e porque eles lutam. Os encontros sempre são marcados no site oficial do MST e você terá lá disponível o local, data e horário do evento.