Como o Coelho da Páscoa Surgiu

Como o Coelho da Páscoa Surgiu A páscoa está em um período do ano que coincide com a passagem do inverno para a primavera no hemisfério norte, um período rico em celebrações de culturas antigas. O coelho está para a Páscoa assim como Papai Noel está para o natal.

As crianças acreditam que acordarão no domingo de páscoa e encontraram os coloridos ovos de chocolate, que nos dias atuais devem estar mais recheados de brinquedos do que de chocolate. A Páscoa Cristã celebra a ressurreição de Jesus Cristo, mas, o que isso tem a ver com coelho? Neste artigo vamos explicar como o coelho da Páscoa surgiu.

A origem do coelho como um dos símbolos da páscoa vem da tradição pagã. Para eles, o coelho representava a fertilidade, pois era capaz de ter várias crias de uma só vez. Com a chegada da primavera, eles se tornavam símbolo da fertilidade da terra que voltava com o fim do inverno. Ainda, eles realizavam festivais para celebrar a chegada da estação, colocando ovos coloridos em altares.

Outra possível história do surgimento do coelho da páscoa vem de uma lenda pagã. Segundo essa lenda, a deusa Eostre encontrou um pássaro ferido durante o inverno. Para ajudá-lo a sobreviver, a deusa o transformou em coelho. Mas a transformação não foi completa, tanto que o coelho ainda conseguia colocar ovos. Para agradecer, o coelho decorava seus próprios ovos e o oferecia a deusa toda primavera. Como podemos ver, a tradição do ovo de páscoa está diretamente ligada a do coelho da páscoa.

Essa tradição pagão foi apropriada pela cultura alemã. Existem documentos do século XVII citando o coelho. Os alemães faziam doces em formato de coelho e esse costume chegou ao Estados Unidos, fazendo com ele se desenvolvesse e tornasse o símbolo comercial mais importante da Páscoa.