Como Montar Um Cronograma

Como Montar Um CronogramaÉ uma ferramenta para gerenciamento do Tempo de um projeto. Sua essência é a composição de uma lista de atividades interligadas por relações de dependência obrigatórias, arbitrárias e externas, que aplicadas sobre um calendário de datas, feriados e após a análise da disponibilidade de recursos humanos e materiais, possibilita a identificação e controle da data de realização de atividades. O cronograma normalmente é baseado na ferramenta gráfica para visualização do trabalho ao longo do tempo. O grande segredo do cronograma é a identificação da técnica que têm a possibilidade de aplicar. Onde resultem no aumento da probabilidade de entregar o projeto ou serviço no prazo estipulado.

1. Organização

A forma mais simples para explicar como montar é listar o passo a passo do processo, Listar atividades; Estimar duração das atividades;Definir Recursos das atividades; Definir dependências entre as atividades; Definir calendário para os recursos;Definir data inicial do projeto ou serviço; Nivelar recursos; Identificar e analisar o caminho crítico; Traçar uma linha de base. O ciclo de vida é baseado na natureza do projeto, os três mais comuns são: Cascata, onde as atividades são executadas de inicio a fim apenas uma vez. Iterativo onde as fases do projeto se repetem iterativamente e iterativo incremental. A cada iteração são definidos ou executados novos requisitos.

2. O Uso Do Cronograma

Mesmo nos projetos mais simples, identifique o caminho crítico. Cronograma desatualizado não serve para nada ele deve ser distribuído às pessoas que fazem parte do projeto, senão não saberão que atividade fazer na sequencia, as atividades não devem ser desgastantes. Use um padrão de atualização. O cronograma por si só não garante entregas no prazo, para isso dependemos das pessoas. Use uma ferramenta de apoio para geração e controle de cronograma.

3. Avaliação

Cada projeto deve-se avaliar a estrutura que permita o melhor gerenciamento, observando sempre a fluidez das atividades e a facilidade de visualização da conclusão das etapas. As duas estruturas mais comuns são: por entregas e por fases. No cronograma por entregas, quebra-se o produto ou serviço a ser gerado em pedaços e organiza-se atividades para conclusão desses pedaços individualmente. Já no cronograma por fases, cria-se um conjunto de fases relacionadas ao ciclo de vida do projeto e organiza-se atividades para sua conclusão.