Como Montar um Canil

Como Montar um CanilO cão é o melhor amigo do ser humano e criar, adestrar, dar banho e tosa pode se tornar um negócio rentável. Os cães são os animais domésticos preferidos pelos brasileiros, assim, com a correria do dia a dia, muitos não tem tempo de cuidar de seus bichinhos de estimação, então vem crescendo no país os canis que auxiliam nessa dificuldade.

Para montar um canil, primeiramente, você precisa gostar de cães, pois se dedicará exclusivamente a eles e ao seu bem estar e sentirá satisfação com seu negócio. Mas vamos ao passo a passo de como montar o seu canil.

1. Faça um projeto. É importantíssimo você saber o que você quer, como vai fazer, onde, e quanto vai gastar com isso. Logo um projeto ajuda a você visualizar todo o seu negócio, assim, comece por ele. Lá você vai definir quais as raças, quais possíveis locais, público alvo, preço de obras e reformas, aluguéis, número de equipamentos, móveis e utensílios, ração, medicamentos, etc. que for necessário para abrir seu negócio, então, você pode definir seu investimento inicial que pode ser de até R$ 30 mil, para um canil de médio porte.

2. Escolha as raças. Você deve analisar economicamente quais raças são melhores aceitas no mercado e quais são mais viáveis economicamente. Geralmente as raças de pequeno porte tem boa saída no mercado e os gastos de manutenção são menores. Para escolher suas raças você deve procurar o Kennel Club de sua região, lá você conseguirá todas as informações sobre as raças registradas e este acompanha também as atividades dos canis.

3. Defina seu público.  Você precisa conhecer as faixas etárias, de renda e a localização do seu canil, para melhor atender as demandas do público alvo.

4. Defina o local para a construção do canil. É preferível um local amplo, com área verde e que o local tenha uma infraestrutura para o seu negócio.

5. Construa seu canil.  A estrutura básica para um canil é:

  • A área dos boxes para os cães;
  • Deposito de alimentos e materiais para uso diários;
  • Área de adestramento e exercícios;
  • Um espaço para a administração;
  • Uma enfermaria básica;
  • Área de banho/tosa e higienização dos animais.

6. Compre os equipamentos e materiais necessários:

  • Ração para os animais. Encontre um fornecedor;
  • Móveis para as áreas do canil;
  • Medicamentos para os cães (vacinas, vermífugos e vitaminas);
  • Produtos de higiene (xampu, sabonetes, parasiticidas);
  • Equipamento para adestramento e lazer dos cães.

7. Legalize seu negócio. De acordo com a cidade e o estado, a documentação pode variar, então entre em contato com o cartório e o IBAMA, CFMV – Conselho Federal de Medicina Veterinária, e o cartório municipal para verificar a documentação. Mas sabe-se que todo canil deve ter um veterinário responsável e para se filiar ao CBKC – Confederação Brasileira de Cinofilia, e ter pelo menos uma fêmea de pedigree registrada.

Para o registro legal, os documentos básicos que são regularmente exigidos é a cópia do CNPJ, do contrato social e/ou Estatuto, da Inscrição Estadual – IE e do Alvará de localização.

8. Contrate funcionários. Claro que você vai precisar de veterinários, tratadores, recepcionistas, funcionários para a limpeza do ambiente e banho e tosa, motoristas e/ou entregadores.

9. Divulgue seu canil. Faça um bom trabalho de propaganda com anúncios em jornais, revistas e sites, panfletos para distribuição, cartões de visitas e faça parcerias com petshops. Assim seu canil vai longe! Boa sorte.