Como Jogar Búzios

Como Jogar BúziosO jogo de búzios é uma maneira de se fazer contato com os Orixás, tendo origem no Candomblé, na África. A quantidade de búzios utilizados pode variar de acordo com a nação (Ketu, Nagô etc.), o mais normal é feito com 16 búzios. Podem ser jogados apenas em uma toalha branca numa mesa, ou num círculo formado por colares guias com vários objetos representativos ou numa peneira também com objetos.

Alguns modos, não se baseiam em caídas por Odú, usam outras formas e combinações de búzios abertos e fechados dividindo-os em quatro grupos de quatro búzios e analisam as quatro caídas e a disposição que elas se encontram.

O lado aberto e fechado do búzio também pode variar, a maioria dos Babalorixás usa a abertura natural do búzio como sendo o lado aberto, mas várias pessoas no Candomblé, principalmente na Nação de Ketu, acostumaram a jogar como aberto o lado em que elas abriam o búzio, alegando que o segredo em um búzio fica em seu estado natural, e é revelado apenas depois de aberto cerimonialmente, na qual arranca-se esta parte até então fechada, assim vários Babalorixás e Iyalorixás que aprenderam por este método fazem esta forma invertida de jogo.

Ao sagrar um formato aberto/fechado, este sacerdote não mais o modifica e passa aos seus filhos o conhecimento desta forma, assim sendo em cada casa o cenário e modo de jogo diferente.

Há ainda o modo em que é dado um significado e nome para cada búzio, e um deles, o maior, é dada a qualidade de Oxalá. Os demais búzios, dependendo a disposição em comparação ao maior (Oxalá) falarão do passado ou do futuro, dependendo das suas respectivas posições.

Lembre-se que apenas sacerdotes do Candomblé, Umbanda e religiões oriundas da África estão aptos a realizar o jogo de búzios.