Como Importar Legalmente da China

Como Importar Legalmente da ChinaOs passos para importar legalmente da China são os mesmos para importar de qualquer lugar. As pessoas decidem importar de outros países porque  os preços do Brasil estão entre os mais altos dos mundo. Você sabia que na China um Ipad custa cerca de R$ 800,00 e que no Brasil, por volta de R$1.800? A taxa tributária sobre importação no Brasil é uma das mais altas do mundo, são seis impostos diferentes (IPI, ICMS, ISS, Cide, IOF, Cofins), no meio dessa confusão de impostos, acabamos pagando o mesmo produto algumas vezes.

Porém há meios de se importar sem pagar muito tributo e desfrutar de um produto de qualidade por um preço muito mais baixo que o vendido aqui. Mas para importar produtos, você precisa saber algumas informações:

Há três tipos de importação

A bagagem acompanhada – Quando o indivíduo compra algo no exterior e traz com ele na bagagem.

Pelos correios – Quando o indivíduo compra um produto no exterior via internet, telefone ou fax e o vendedor envia pelo correio.

Comercial. – Quando uma pessoa jurídica compra para revenda. Sobre esta importação a burocracia é massacrante, assim o comprador necessita contratar um despachante aduaneiro.

A IMPORTAÇÃO DE QUALQUER PRODUTO NO EXTERIOR, POR PESSOA FÍSICA, PARA REVENDA É ILEGAL!

Vamos agora falar sobre as duas importações que as pessoas físicas podem fazer.

1. Informe-se sobre as taxas e o que você pode ou não importar

Na bagagem acompanhada, escolha bem o que vai comprar, porque você não pode levar tudo o que quiser sem pagar imposto. Para pessoa física, o governo estabeleceu uma lista de produtos que ela pode trazer em sua bagagem ao retornar de uma viagem.

- Componentes de informática, exceto memória: 01 (um item);
- Memória para computador: 02 (dois pentes);
- Eletrônicos: 02 (dois itens);
- Brinquedos: 15 (quinze itens), sendo no máximo 3 (três) de cada modelo;
- Bebidas destiladas ou fermentadas: 12 (doze) garrafas ou litros;
- Artigos de bazar: 15 (quinze) itens;
- Instrumentos elétricos; 2 (dois) itens;
- Relógios: 5 (cinco) itens;
- Instrumentos musicais: 1 (um) item:
- Vestuário; 12 (doze) itens no total sendo 3 (três) itens de cada peça;
- Perfumes e cosméticos: 05 (cinco) itens no total, sendo no máximo 03 (três) itens de cada tipo;

Os demais produtos devem ser compatíveis com o objetivo da viagem.

Respeite essa cota porque se ela ser ultrapassada você pagará o valor de 50% (cinqüenta por cento) calculado sobre o valor que exceder a cota.

E segundo a receita você não pode trazer:

- Bens cuja quantidade, natureza ou variedade revelem intuito comercial ou uso industrial;
- Automóveis, motocicletas, motonetas. bicicletas com motor, traillers e outros veículos automotores terrestres;
- Aeronaves; embarcações de todo tipo,
- Motos aquáticas e similares e motores para embarcações;
- Cigarros e bebidas fabricados no Brasil, de venda exclusiva no exterior, alem de drogas e entorpecentes;
- Bebidas alcoólicas, fumo, cigarros e semelhantes se o viajante for menor de 18 anos;

Importação pelo correio tome alguns cuidados. O limite de importação pelo correio é de US$3.000 e o imposto pago é o ICMS + 60% do valor aduaneiro (mercadoria + frete +seguro, etc). Porém, se você comprar algo de até US$50,00 não pagará imposto, assim como estão isentos jornais, revistas e livros.

Vamos comprar!

2. Para reduzir os impostos, cadastre-se em uma empresa de despacho aduaneiro. Assim, em determinados casos a redução na importação pode chegar até em 70% do que seria cobrado pelos Correios e não corre o risco de seus produtos ficarem presos na alfândega, porém esses serviços são pagos.

3. Compre de alguém sério e confiável, sempre pesquisando o produto de melhor qualidade pelo menor preço.  Há sites de compras pela internet que avaliam seus vendedores, o que diminui os riscos.

4. Leia e saiba de todos os termos da compra antes de fechar o negócio. O prazo de entrega depende do local de envio e de entrega. Logo, saiba que vai demorar um pouco para seu produto chegar.