Como Funciona o Trem Bala

Como Funciona o Trem BalaO trem bala tão falado pelo governo e uma promessa para a Copa do Mundo de 2014 é uma novidade tecnológica que poderá otimizar e facilitar a vida de milhões de pessoas que moram ou que estão de passagem nos locais em que ele irá passar.

Neste artigo vamos falar sobre o funcionamento destes trens que levitam sobre os trilhos e podem alcançar velocidades impressionantes.

 Tecnologia usada

Atualmente estudam-se duas possibilidades de tecnologia para fazer com que os trens-balas saiam do papel, uma delas é mais cara e mais eficiente e rápida, já a outra é menos rápida e menos cara, porém mesmo assim o investimento é bem alto.

Imãs magnéticos

O sistema Mag-Lev é bem mais avançado e caro, nela os trilhos são de aço e o trem corre por fora.

Os imãs acoplados no trem fazem com que ele praticamente levite sobre o trilho e devido a ausência de atrito o trem pode chegar a altíssimas velocidades.

Um campo magnético de levitação é gerado – por meio de energia elétrica – e suspende o veículo. Um segundo campo magnético, conhecido como campo de deslize, é gerado para impulsionar o trem. Esse segundo íma “afasta” a composição da estação atual em direção ao destino. Sem atrito, o veículo pode viajar a 350 km/h.

Em caso de falta de energia, o trem continua flutuando e em movimento graças a um sistema auxiliar de baterias que fornecem a eletricidade suficiente para chegar à próxima estação em segurança.

TAV

É uma tecnologia menos cara e provavelmente a que será usada no Brasil, nela os trilhos do percurso, é mais reto e sem curvas fechadas ou abruptas, na fabricação do trilho, ele perde as “emendas” e passa a ser contínuo, e são utilizados trens capazes de desenvolver uma energia maior.

Sem curvas, o sistema ganha estabilidade e elimina o risco de descarrilamento em velocidades maiores. Onde os trens comuns utilizariam percursos curtos, o TAV exige a construção de túneis e pontes, aumentando o custo da obra. O trilho de soldagem contínua, sem emendas, também contribui para que o trem-bala chegue a viajar acima de 300 km/h com conforto para o passageiro.

Fonte: Site www.g1.globo.com e revista Mundo Estranho.