Como Fazer uma Síntese

Como Fazer uma Síntese

Realizar uma síntese costuma ser uma tarefa corriqueira em ambientes como editoriais, jornais, faculdades ou até mesmo em escolas. Fazer uma síntese consiste basicamente na elaboração de um resumo de idéias centrais. Pode ser de um livro, palestra, seminário, discurso ou um filme, por exemplo. O importante é você ter consciência que a essência de uma síntese consiste em uma abreviação de uma gama de vastas informações que devem ser resumidas, ou seja, sintetizadas. Como veremos a seguir:

  1.  Priorize a relevância – Fazer uma síntese consiste em resumir de um conjunto de informações que podem ser consideradas como mais importantes; você deverá destacar em poucas palavras a relevância dos dados de modo a manter lógica do conjunto a ser resumido, seja a síntese de um livro, filme ou palestra.
  2. Domine a temática – Outra dica importante que você deverá procurar seguir é: compreender com máximo de afinco possível o assunto antes de resumi-lo. Ler um texto ou assistir um filme mais de uma vez, é um grande passo para captar a idéia do autor. Leia num primeiro momento o texto, e posteriormente leia novamente o texto, mas agora fazendo anotações. Essa dica também vale para o caso da síntese cinematográfica.
  3. Destaque as palavras chaves – selecione ou sublinhe as palavras chaves, em caso de livros, textos e artefatos
    literários. Em caso de um filme, anote as cenas mais importantes, o que você considera como sendo fundamental ao enredo, narrativa, trajetória dos personagens. Ou seja, seja qual for o assunto a ser sintetizado, busque as essências norteadoras, as cenas centrais, os temas que de certa forma estruturem lógica do assunto. Em caso de síntese literária, uma dica é sublinhar, destacar ou rabiscar o que considerar mais relevante nas futuras anotações para a construção da síntese. Uma dica é manter por perto um lápis, um bloquinho de papel, ou ir anotando no corpo do texto suas interpretações sobre o assunto.
  4. Escreva de maneira clara e objetiva – você deverá construir uma lógica narrativa, de preferência mantendo-se fiel a estrutura narrativa a qual você está resumindo. Deixe claro o que você está fazendo: quem é o autor, a obra, o ano de publicação ou lançamento, por exemplo.
  5. Mantenha a imparcialidade – você deve evitar emitir suas opiniões na construção da síntese, de maneira a não interferir no sentido da estrutura narrativa do autor; mantenha os símbolos e significados originais, de modo a respeitar e resumir da maneira mais fiel possível a intenção do texto, do filme ou da narrativa. No caso da literatura; não reproduza as palavras do autor e busque ser claro e breve.