Como Fazer um Relatório

Como Fazer um RelatórioSeja para algum curso acadêmico ou para o trabalho, é muito importante saber fazer relatórios. Por mais simples que pareça ser, existem algumas técnicas para coletar todas as informações mais importantes sobre um livro, evento, experimento, filme ou pesquisa. Além de concentração, é necessário estar atento a detalhes que enriquecerão o documento e darão a sensação de ter presenciado o fato a quem o ler. Neste artigo daremos algumas dessas técnicas para que você faça um bom relatório sem dificuldades.

1. Certifique-se quanto ao resultado esperado. Caso não tenha compreendido bem o objetivo e conteúdo desejado pelo professor, orientador ou chefe, peça novas explicações para saber o que precisará extrair de principal da atividade. Isso também demonstrará empenho e dedicação.

2. Saiba o tipo de relatório você deve fazer. Existem três tipos de relatórios: crítico, que descreve a atividade sob um ponto opinativo, de síntese, que é menos elaborado e tem como base relatórios já feitos antes e o de formação, que descreve as atividades de forma dissertativa. Em qualquer um dos tipos, o documento deve conter início, meio e fim, como uma redação.

3. Não inicie o relatório paralelamente à atividade. Se for um livro ou filme, leia ou assista uma vez, sem compromisso, para entender como se trata sem olhos críticos. Depois, repita a atividade se possível, e aí sim anote o que deve ser destacado de acordo com a solicitação. Caso seja um evento único, anote nomes, principais datas, e declarações ímpares, para incrementar a sua conclusão.

4. Divida por tópicos ou parágrafos. Recomenda-se que o relatório seja feito por tópicos para que as informações fiquem visualmente mais fáceis de serem encontradas, e também mais organizadas por assuntos. Se possível, identifique cada tópico com um título, para facilitar ainda mais a leitura, e levar o leitor a um assunto de maior interesse.

5. Identifique as fontes das informações. Caso você precisou pesquisar alguma informação para enriquecer o que você anotou no relatório, não deixe de pegar a exata fonte para dar ainda mais credibilidade à atividade.

6. Atente-se à gramática. Um relatório jamais deve conter erros ortográficos, mesmo que acidentais. Depois de terminar todo o relatório, revise lendo mais de uma vez, para certificar-se de que não há nenhum erro, mesmo que este seja por desatenção ou de digitação.

Agora que você já leu nossas dicas, pratique fazendo um relatório sobre um livro que gostou, ou um filme que acabou de sair no cinema. Aqueles que você fizer por ordem de professores ou mesmo do chefe com certeza ficarão mais fáceis de fazer.