Como Fazer um Memorial Descritivo Acadêmico

Como Fazer um Memorial Descritivo AcadêmicoUm memorial descritivo acadêmico é um trabalho pedido no final da graduação, que nada mais é do que uma autobiografia da graduação, como um resumo do que aconteceu durante o período de estudos. É um texto em primeira pessoa, que deve expor com sinceridade e objetividade os pontos fortes e vulneráveis do curso. Nele também precisa estar objetivado as experiências profissionais e possíveis méritos.

O formato pode variar de acordo com a instituição de ensino, mas o foco é sempre o mesmo. Neste artigo, você aprenderá como fazer um memorial descritivo acadêmico, para se sair bem nesse trabalho tão importante.

1. Siga as normas ABNT. Todo o trabalho acadêmico deve seguir essas normas. Coisas como a fonte, por exemplo, que deve seguir o  Arial ou Times New Roman, de tamanho 12 para o texto. As normas vão muito além da fonte, então, se não as conhece, pesquise bem antes, para não cometer nenhum erro quanto a formatação, o que pode lhe trazer perdas na nota final.

2. Comece pelo resumo. Como o próprio nome já diz é um resumo, que deve ser breve, contendo de 300 a 400 palavras, explicitando os pontos mais claros do trabalho.

3. Faça a introdução. Ela deve apresentar quem está redigindo o trabalho, com resumo sobre a sua formação acadêmica, escolar e profissional, mas nada muito profundo, já que isso será feito no decorrer do trabalho.

4. Explicite as suas formações. A primeira formação que você deve citar é a escolar. Não precisa dizer onde você concluiu o Ensino Infantil, mas citar coisas sobre o seu Ensino Médio é o que é importante de fato, já que foi a fase anterior ao Ensino Superior, que é o que provavelmente você está finalizando. Caso exista algo importante a ser citado sobre o Ensino Fundamental, cite, já que ele é o que forma de fato os seus pontos de vista sobre muitas coisas referentes ao mundo e a educação.

5. Discorra sobre o curso. Agora é a parte em que você se direciona especificamente a graduação, onde você explicita o que acha ser importante sobre o seu curso, como ele te ajudou a formar quem você é ou que coisas agregou a sua vida e a seu conhecimento sobre área específica de seu curso.

6. Comente suas experiências profissionais. Estágios são muito comuns e envolvem especificamente a sua área, então, caso isso tenha feito parte de seu curso, comente.

7. Conclua. Diga o que foi bom de fato e o que pode ter sido vulnerável em toda a sua trajetória. Diga como isso te ajudou a ser quem você é.

8. Coloque as referências. Por mais que seja um trabalho muito subjetivo, você pode ter se baseado em outras obras, então, nunca se esqueça de cita-las.

9. Revise. Todo trabalho precisa de uma segunda ou terceira leitura. Não se esqueça de fazer isso, porque pode haver erros de ortografia e concordância, além de alguns simples de formatação.