Como Fazer Gmail

Como Fazer GmailO Gmail é o e-mail do Google e é um dos serviços oferecidos pelo Google +, bem assim como o Orkut, o blogger e outros. O Gmail é uma boa opção para quem quer ter um bom servidor e ter uma caixa de correio eletrônico bem organizada e é totalmente gratuito e se essa ideia te despertou curiosidade, recomendo que você experimente. Por que não, se é gratuito mesmo? Então basta seguir estas dicas da nova guia que o Como Fazer preparou para você e desfrutar os benefícios das ferramentas da Gmail e do Google +. Então mãos à obra!

  1. Abra o site do Gmail. – Você pode encontra-lo pelo endereço gmail.com ou simplesmente entrar no site do Google e clicar em Gmail, a oitava opção da barra do Google. A guia te levará direto ao site do Gmail, você só precisa esperar carregar a página;
  2. Na página inicial do Gmail – Você deve procurar no canto superior direito do seu monitor a opção “Criar uma conta”, destacada em um retângulo vermelho. Clique nela.
  3. Preencha os dados que se pede – A próxima página lhe perguntará seu nome e qual endereço de e-mail você deseja usar. A página não deixará que você utilize um endereço que já existe, portanto você deve tentar uma combinação diferente se o Gmail lhe informar que o nome de usuário já está em uso. Ela também perguntará a senha que você deseja usar para sua conta e pedirá novamente para que você confirme a senha. Depois disso basta escrever as duas palavras que se pede e passar para o próximo passo;
  4. Escolha uma foto de perfil – Esta imagem você usará em seu perfil e por ela as pessoas poderão identifica-lo sempre que você mandar um e-mail. Ela aparecerá para seus amigos e pessoas que você enviar um e-mail. Depois de tê-la escolhido, clique em “próximo passo”;
  5. Está pronto! – A próxima página que se abrirá é uma page de boas vindas do Gmail. Você deve clicar em continuar para Gmail e já poderá usar o seu e-mail. Além disso, agora, com este endereço, você já tem uma conta no Google + e pode usar outros aplicativos como o Orkut que, acredite, não está morto como se pensa na Era Facebook.