Como Fazer Currículo

Como Fazer CurrículoSe você está pensando em encontrar seu primeiro emprego ou se está desempregado, conseguir uma chance no mercado de trabalho é certamente uma de suas principais metas, não é mesmo? O problema é conseguir demonstrar suas habilidades através de um pedaço de papel chamado currículo. O currículo profissional é sua carta de entrada nas empresas que você deseja ser inserido, portanto, é preciso ter bastante cuidado na hora de montá-lo.

Bom senso é fundamental no momento em que você for fazê-lo e se você não sabe nem por onde começar, siga essas instruções atentamente quando for fazer um Curriculum Vitae.

1. Nunca, nunca redija à mão. Estamos em pleno século XXI, portanto, nada de fazer um currículo com caneta esferográfica. Se você não tem um computador, procure um conhecido que tenha ou uma lan house para que passe suas informações para um documento devidamente formatado.

2. Não minta. Não diga que fala algum idioma que não fala ou que domina um software do qual nunca ouviu falar. Essas habilidades serão exigidas em algum instante e se você não as atender certamente estará em uma saia justa.

3. Especifique suas habilidades. O contratante não te conhece, por isso, é importante deixar clara cada uma das suas aptidões. Cite sempre o nível de domínio que você tem sobre cada uma.

4. Cuidado com a linguagem. Lembre-se sempre que você está concorrendo a uma vaga de emprego, portanto, é preciso muito cuidado com a maneira que irá formular seu texto. Revise-o antes de entregar a qualquer empresa, um erro ortográfico é fatal para um candidato.

5. Resuma as experiências. Quando você for colocar suas experiências anteriores em seu currículo limite-se a colocar o nome da empresa, o período de permanência, o cargo ocupado e abaixo uma pequena descrição da atividade realizada. Não coloque motivos de saída e muito menos impressões pessoais sobre a empresa.

6. E se você não tem experiência? Essa é uma dúvida que assola os iniciantes na arte do trabalho. Quando você não tiver experiências de trabalho, inclua o máximo de informações sobre suas habilidades, inclua características pessoais que sejam relevantes a um ambiente de trabalho, como pró-atividade. Deixe claro sua vontade de crescimento e faça com que o empregador desejar ter alguém como você trabalhando para ele.

7. Nada de careta. Todo mundo sabe que fotografias 3×4 geralmente não favorecem a beleza de ninguém, mas se a sua estiver extremamente estranha, é melhor deixar de colocá-la. Aparência é um quesito avaliado na hora de contratar alguém, apesar de poucas empresas assumirem isso.

8. Invista em sua formação. Se o empregador perceber que você é uma pessoa que se dedica ao aprendizado constante, você ganhará pontos em relação aos seus concorrentes. Mas é preciso ter foco, colecionar graduações aleatórias te fará parecer uma pessoa sem propósito. Cursos de idiomas e tecnologias são boas ferramentas que costumam abrir portas.

Dicas:

  • A estrutura básica de um curriculum vitae inclui: identificação, o cargo que você objetiva na empresa, sua formação acadêmica, suas experiências profissionais e, por último, cursos extra-curriculares.
  • Experiências de voluntariado têm sido bem vistas pelas empresas atualmente, caso tenho alguma, inclua no currículo.