Como Dispensar Um(a) Ficante

Como Dispensar Um(a) FicanteVocê conheceu uma pessoa interessante, legal, atraente e até divertida. Mas você tem uma vida inteira pela frente e planeja conhecer milhares de pessoas até mais qualificadas que esse ficante. Daí, você percebe que esse ficante não larga do seu pé de maneira alguma. Parece um chiclete de tão grude que é. E como lidar com isso? Como lidar com um ficante que decide não abrir mão de você? Chato né? Mais chato que isso, só dois ficantes como ele(a) para atormentar o seu juízo! Argh! É bom nem pensar nisso. Dispensar alguém não é uma tarefa complicada, mas tem que ter jogo de cintura, pois alguns não desistem enquanto não continuarem a “relação”. E aí onde mora o problema. Agilize sua vida com esse ser humano totalmente insuportável e coloque para correr o mais rápido possível. Quanto menos ficantes grudentos em sua vida, mais paz e conforto você possuirá.

1. Diga que arrumou outra pessoa. Quer ferir o sentimento e entristecer uma pessoa que está lhe perturbando é só dizer que está em outra. Mesmo que alguns sejam caras-de-pau, o orgulho ferido essas horas falam tão alto que eles até deixam de lado essa insistência de querer ficar com você. Não tem pretexto mais certo que fingir uma relação para alguém que tanto lhe sufoca e não lhe deixa em paz momento nenhum.

2. Fale que anda ocupado(a) demais. Quando se trata de ocupação, esses ficantes grudentos acabam se desgastando. E não precisa nem provar o quão ocupado(a) você anda, só de fingir que anda trabalhando, estudando, malhando, tendo uma vida difícil, eles já se convencem de que será difícil sustentar um relacionamento sabendo que você possui problemas e ocupações demais. Caso você realmente tenha ocupações, será ótimo para manter distância. Afinal, gente pegajosa não gosta de dividir tempo com nada, nem com ninguém. Isso é fato.

3. Elabore falsos compromissos. Sempre que ele(a) arrumar um jeito de te ligar, te mandar mensagens ou até e-mails, diga que precisa sair com os seus pais, ou com alguns amigos. Fale que terá uma reunião profissional, ou até mesmo, uma viagem rápida. Só não diga que está livre, pois aí será caminho dado para ele(a) querer se encontrar com você. Quanto mais histórias você inventar, as chances dele(a) continuar lhe perturbar serão menores.

4. Afaste-se dele(a) aos poucos. Não seria uma atitude muito madura sair da vida de uma pessoa sem mais nem menos. Sem explicação. Sem justificativa. Mas quando esse alguém lhe perturba tanto, ao ponto de encher o saco, o jeito é apelar para o esquecimento. Com frieza total, tome uma certa distância dele(a). Não responda as mensagens, não atenda os telefonemas, tampouco socialize com ele em sites de comunicação. Dê a entender que você definitivamente não quer ter mais nada com ele(a). Dê a entender que o que aconteceu entre vocês, não acontecerá mais.