Como Cuidar do Limpador de Pára-Brisa

Como Cuidar do Limpador de Pára Brisa

Limpadores de pára-brisa estão entre as características de segurança mais importantes do seu carro. No entanto, as estatísticas mostram que 7 em cada 10 carros na estrada precisam de limpadores de pará-brisa novos, e uma porcentagem ainda maior tem algum problema no sistema do limpador. Veja como cuidar do limpador de pára-brisa:

As palhetas que seguram as borrachas devem ser trocadas uma vez por ano. As borrachas devem ser substituídas duas vezes por ano, na primavera e no outono. Se os limpadores forem utilizados com muita frequência, ou se o carro fica sempre ao ar livre, a troca de ambos, palhetas e borrachas, deve acontecer com mais frequência. Substitua sempre em pares.

Os braços dos limpadores de pára-brisas devem ser verificados, também, para um alinhamento adequado. Coloque o braço numa posição de semi-arco, insira um cartão de visita entre o pára-brisa e a borracha do braço. Se em algum momento o pára-brisa não entra em contato com a borracha, o braço do limpador precisa de alinhamento.

O reservatório de líquido de lavagem do limpador deve ser verificado mensalmente e recarregado quando necessário. No inverno, verifique-o semanalmente. Não seja pego com um reservatório vazio quando o pára-brisa ficar salpicado de sujeira!

“A vibração” descreve o barulho e o movimento espasmódico que ocorre quando os limpadores de pára-brisa não deslizam suavemente sobre o pára-brisa. Verifique as seguintes possíveis causas:

 - as borrachas estão desgastadas
- as lâminas estão instalados incorretamente
- a tensão do braço precisa de ajuste
- folgas no mecanismo

Aplique lubrificante nos braços de transmissão e montagens do eixo pivô no motor do limpador do pára-brisa, uma vez por ano para evitar desgaste. Se o motor não ligar, desligar ou voltar à posição de descanso; leve o seu carro para que o problema seja verificado e atendido por um profissional.

Limpador de pára-brisas e sistemas de lavagem precisam de cuidados especiais durante o inverno–temperaturas muito baixas podem danificar o sistema.