Como Cuidar de Machucados em Crianças

Como Cuidar de Machucados em CriançasCrianças parecem não terem medo de nada, correm e brincam sem se preocupar se vão se machucar ou não, e quando se machucam quem fica mais preocupado são os pais. Eles correm para tomar as primeiras providências e evitar o início de um problema de saúde mais grave, como a infecção. Cuidados básicos e imediatos, como lavar o local com água e sabão, são fundamentais para limpar a ferida. Veja três dicas básicas para cuidar de machucados em crianças:

  • Primeiramente é preciso limpar a região até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho, como terra ou grama. Para garantir a boa limpeza do machucado deve-se secar, higienizar o ferimento, desinfetar com um agente antisséptico. Não é necessário esfregar, o contato com o sabão já é suficiente para garantir a limpeza.
  • Depois de limpar e desinfetar a pele, é importante prevenir ou tratar o início de possíveis infecções, com o uso de uma pomada com antibiótico, sempre lembrando que os curativos são recomendados somente em locais que estão sujeitos ao atrito, como a dobra do cotovelo ou a sola dos pés. Em alguns casos, fechar o ferimento pode tornar o local úmido, facilitando a proliferação de microrganismos. A recomendação principal é deixar o ferimento aberto para que o local machucado se mantenha seco e a cicatrização aconteça de forma mais rápida.
  • O carinho e a atenção também são elementos imprescindíveis na hora de cuidar de ferimentos. Além de higienizar bem as mãos, com água e sabão ou álcool gel, é importante manter a calma para conversar com a criança e acalmá-la em caso de choro. A recomendação é trocar o curativo ao menos três vezes por semana, ou toda vez que ele ficar molhado. Durante o processo de cicatrização, casquinhas se formam sobre a pele machucada. Elas servem para proteção da pele e caem espontaneamente. As crianças têm um ótimo mecanismo de cicatrização e, se for bem cuidado e não sofrer exposição excessiva ao sol, o ferimento não deixará nenhuma marca na pele.

Agora veja como agir com cada tipo de machucado:

1. Machucado sangrando - Caso o sangramento seja pequeno, deve-se lavar a região com água limpa e sabão neutro. Depois, comprimir a região com uma gaze ou pano limpo, fazendo uma leve pressão no local por alguns minutos. Na maioria dos casos, o sangramento para após a compressão. Para proteger o machucado pode-se utilizar uma gaze limpa e esparadrapo ao redor da lesão. 

2. Ferimento com pus ou secreção amarela - A saída de pus ou de secreção amarelada indica que o ferimento está infectado por bactérias. Nesse caso é preciso manter os cuidados de limpeza e tratar a infecção com uma pomada antibiótica para matar as bactérias causadoras da infecção.

3. Lesões profundas - Lesões mais profundas e cortes mais extensos devem ser avaliados por um médico para decidir se há necessidade de realizar outros procedimentos, como os pontos, por exemplo. De qualquer forma, a limpeza primária pode ser feita regularmente e, ao notar-se a presença de algum corpo estranho na ferida, deve-se procurar o médico imediatamente.

4. Queimaduras leves - Vá a um hospital, porque o corpo pode perder muito líquido pela lesão da área queimada. A limpeza deve ser feita com água e sabão e as bolhas não devem ser estouradas, a não ser pelo médico, para prevenir infecções.

5. Mordidas de animais - Descubra se o bicho foi vacinado e corra até um hospital. A boca dos animais é cheia de bactérias e o machucado pode infeccionar facilmente, além do risco de contrair raiva.

Não há nada de mal em deixar as crianças livres para brincarem onde quiserem, os machucadas muitas vezes, viram histórias para contar e lembranças. Cabe os pais verificarem se a brincadeira é segura, atentar-se aos ricos e saber agir em situações em que as crianças podem sair machucadas.