Como Criar um Robô

Como Criar um RobôOs robôs têm, há muito tempo, capturado nossa imaginação. Eles têm tomado diversas formas ao longo dos anos. No entanto, os robôs de trabalho não são normalmente concebidos como um dispositivo de multitarefa que se assemelha a um ser humano, como costumamos ver na ficção, são na verdade, um dispositivo que é criado para desempenhar uma ou duas funções específicas, com um alto grau de eficiência. Se você tiver conhecimentos de eletrônica e quer tentar projetar seu próprio robô para lidar com alguma tarefa simples, aqui estão algumas idéias sobre como fazer isso.

1. Defina a função ou funções que o robô irá executar. Saber o que o dispositivo irá realizar é o primeiro passo para determinar quais os elementos que devem ser usados para o design. Por exemplo, um robô que é pensado para pegar objetos tem de ser projetado com um mecanismo de braço. Um robô que é pensado para varrer ou aspirar, vai exigir algum tipo de rodas ou um mecanismo de locomoção para se mover pelo chão.

2. Crie um esboço do exterior do robô. O desenho não tem de ser perfeito, neste ponto. Um esboço servirá como base para a aparência geral do dispositivo que você pode refinar conforme você se aprofundar mais no projeto.

3. Determine os componentes internos que serão necessários para fazer o robô operacional. Isso pode incluir placas de circuito, fios, e vários outros componentes. Compile tudo em uma lista no bloco de notas com os componentes necessários e como eles se relacionam entre si. Sabendo o que você precisará para o funcionamento interno, será mais fácil determinar o tamanho do corpo do robô terá, de modo que inclua todos os elementos necessários.

4. Pense no layout dos componentes interiores do robô. A colocação dos componentes pode ser influenciada por alguns recursos exteriores. Se o robô está equipado com olhos vermelhos brilhantes, logo, o circuito e as tomadas para as lâmpadas pequenas terão de ser colocado alinhados com a localização dos olhos no exterior do dispositivo. Determinar o posicionamento dos componentes interiores podem ser normalmente realizado através da criação de desenhos em corte transversal dos componentes internos.

5. Melhore o exterior do robô. Uma vez que os componentes internos são colocados, você pode começar a determinar o esquema de cores e todos os elementos estéticos que irão trabalhar junto com a funcionalidade do projeto final.

6. Desenvolva o plano de trabalho para o robô. Usando os esboços e a lista de componentes, começam a criar os planos para a criação da carcaça com todos os elementos exteriores, como braços ou luzes de sensor, e também o layout exato e conectividade entre os componentes internos. Os projetos servirão de base para a compra de materiais necessários para a construção do robô com base em seu design.

Dicas:

  • Concentre-se na função principal, em seguida, passe para definir a aparência do robô. Provavelmente, você terá que ajustar o design do exterior com base nos componentes que são utilizados internamente.
  • As chances de construir um robô que consiga caminhar, falar e pensar como os robôs encontrados em filmes estão em algum lugar entre o pouco e o nada. Mantenha o design simples e focado em uma ou duas funções básicas e você não irá se decepcionar.