Como Criar Peixes

Como Criar PeixesNada como criar animais, seja um cãozinho e um gatinho dentro da sua casa ou cavalos, bois e entre outros no pasto de sua fazenda. Mas existe um tipo de criação que não é muito utilizado, mas que algumas pessoas gostam de criar ou criam por algum meio de sustento e de trabalho é a criação de peixes. Com a estagnação da quantidade de pescado proveniente da captura, a aquicultura deverá assumir a responsabilidade de atender à demanda de produtos aquícolas, por meio do aumento da utilização de espécies e tecnologias adequadas.

Em resposta a essa crescente demanda, a piscicultura tem avançado como a atividade zootécnica de mais rápido crescimento no mundo. Em 2009, o governo brasileiro transformou a Secretaria da Pesca e Aquicultura em ministério, e investiu quase meio bilhão de reais com o intuito de aumentar a produção pesqueira em 40% até o ano de 2011. Além disso, é importante ressaltar que a atividade deve ser embasada em conceitos de segurança alimentar e desenvolvimento socioeconômico. A piscicultura requer a adoção de sistemas de criação manejados em regimes intensivos exigindo conhecimento das tecnologias adequadas, a fim de tornar a atividade mais eficiente e muito mais lucrativa. Separamos este artigo pra você que quer criar peixes e não sabe com o e também não sabia de sua importância. Siga o nosso passo a passo e comece a sua criação.

1. Ter um bom espaço. É muito importante que se você queira criar peixes você tenha um bom espaço. Pois como será uma criação comercial você terá que obter grandes de tanques onde você vai deixar uma grande quantidade de peixes.

2. Ter um pouco de conhecimento. É mais do que necessário que se você for criar peixes você tenha um pouco de conhecimento sobre as espécies para que assim você possa fazer uma ótima criação de peixes.

3. Escolher a espécie do peixe. Você deve saber quais serão as espécies de peixes que você vai criar. Mas por que é tão importante você saber disso? Porque assim você vai saber se usará água salubre para peixes marinhos ou água doce para peixes de rios e lagos. Fora saber se poderá colocar uma espécie com a outra, se uma não vai se alimentar da outra e assim prejudicar sua criação.

4. Quantidade de tanques. Agora vem a parte final, escolher a quantidade e o tamanho dos tanques baseado em tudo o que você viu acima, seja a espécie ou o tamanho dos peixes.