A Queda De Eike Batista

A Queda De Eike BatistaQuem acompanhou a ascensão de Eike Batista sempre imaginou que ele seria um dos maiores e mais poderosos empreendedores que, não só o Brasil, mas o mundo já teria visto. A explosão econômica da organização EBX de Eike fez com que todos achassem que ele seria o maior empresário de todos os tempos, sua ambição influenciava a todos, sua fome e sede por dinheiro.

Eike não seguia em um só ramo. Sua empresas sempre com o X no nome foi para diversas ramificações, como na área de mineração, petróleo, energia, logística e infra estrutura. Mais recentemente ele apostou ao lado de suas mais antigas empresas nos ramos de serviços, como hotéis, estádios de futebol (o mais recente é a tentativa da licitação do Estádio do Maracanã).

Como que um homem tão poderoso como esse que já teve uma fortuna de 60 bilhões de dólares pode chegar ao fundo do poço? Ele que já foi o sétimo mais rico do mundo segundo a Forbes e que em uma declaração a própria revista prometeu ser o mais rico do mundo em breve. Mas não foi isso que aconteceu, nos últimos meses tudo vem desmoronando a sua volta. Sua queda está tão rápida quanto sua elevação, bem mais até. Mas como isso ocorreu, já que parece impossível alguém tão poderoso cair tanto assim, vendo suas ações na bolsa de valores despencando e despencando.

Existem alguns tópicos que fizeram com que ele tivesse essa queda, principalmente sua maior empresa, a OGX de petróleo e gás que foi comprada por um grupo alemão com participações de lucro do próprio Eike Batista. Um dos motivos é que o capital não é tudo se você não tem uma boa administração. Ele tinha 60 bilhões em sua conta, mas ninguém competente para cuidar das empresas. Outra era ele ter percebido que deveria crescer em uma velocidade precisa e não tão rapidamente e cegamente como ele, exemplo disso é o do atual empresário mais rico do mundo, Lehmman que com 75 anos e muita paciência assumiu o posto e Eike com 55 já está perdendo tudo.